Bilhões de pessoas, presas em casa; tempo para refletir, assim discernir o que normalmente e desnecessariamente nos agita em todas as direções. Esse espaço serve e servirá para isso. Aprender a lidar com os limites de outro modo, subvertê-los e incorporá-los. Façamos desse espaço uma experiência máxima desse limite. Sigamos esse longo, doloroso e inesperado confinamento. Juntos!

  

Fire 1 copy.png
Fire 2 copy.png

 

 

 

"A LINGUAGEM É UM VIRUS"

 

 

 

"A linguagem é um vírus vindo do espaço". Burroughs escreveu isso e mais milhares de palavras sobre vírus, vírus, vírus... Desenrolou toda uma teoria sobre como a classe dominante cria "máquinas de invadir pessoas" se utilizando da linguagem é claro. Argumentava que não existe nenhuma tecnologia de dominação que possa prescindir da linguagem pra funcionar.

 

A linguagem é um vírus. O vírus do neoliberalismo, do capitalismo como religião absoluta e incontestável, o vírus do reacionarismo típico da classe média histérica. O vírus do pobre que acredita ser destinado por Deus ao sofrimento e submissão. Depois dos acontecimentos de 2013, eu comecei a entender melhor sobre o que é que o Burroughs tava falando. A máquina de invadir pessoas trabalhou a todo vapor a partir daquele ano pra destruir inimigos e agradar amigos. Trilhões de grana foram injetados. Golpes ao redor do mundo e por aqui. A linguagem é um vírus. Ela se alimenta do dinheiro do 1% mais rico e age contra os mais pobres. A máquina não para. O vírus é contagioso e contra o vírus só há uma arma: a linguagem.

 

A comunicação, a contra-informação, a guerrilha verbal... Leitura, discussão de ideias, dúvida... Escrevi e desenhei o livro enquanto 2013 se desenrolava. Teoria da conspiração? Não, o que não existe é acaso. Luta de classes é o que há. Guerra dos ultra-ricos contra o resto. Pra salvar esse sistema podre, que é o capitalismo, eles são capazes de tudo. Inclusive de provocar um genocídio em escala global.

Tudo isso pra pedir pra vocês comprarem meu livro e tentar fugir do '"controle". Alimentem um artista proletário. Ah, não comprem na Amazon, porque essa porra é um vírus também. Comprem no site da editora Veneta (https://veneta.com.br/), na Ugra, Monstra, Itiban e congêneres.

Lavem as mãos. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

João Pinheiro

Desenhista e Quadrinista

São Paulo

 

Abril 2020