Bilhões de pessoas, presas em casa; tempo para refletir, assim discernir o que normalmente e desnecessariamente nos agita em todas as direções. Esse espaço serve e servirá para isso. Aprender a lidar com os limites de outro modo, subvertê-los e incorporá-los. Façamos desse espaço uma experiência máxima desse limite. Sigamos esse longo, doloroso e inesperado confinamento. Juntos!

  

Fire 1 copy.png

 ESCUTAR A ESCRITA

 

 Um modo de adentrar a existência de um ser que nunca existiu

 

 

 

Ana Paula Bouzas

Atriz e diretora

https://apbouzas.wixsite.com/arte

Rio de Janeiro