território livre  |  2020

 

CIDADE DOS PÉS JUNTOS

 

ED 6 - GIL 2020-07-10 at 00.37.56.jpeg

 

Uma ordem do dia, do gabinete civil-militar do ódio, anunciou a inauguração de uma nova cidade pelo Presidente da República: a Cidade dos Pés Juntos. Localizada bem ao lado do quinto dos infernos, o culto inaugural foi celebrado pelo Igreja Universal do Reino dos Diabos e seus pastores do Cão, com a presença de um sanfoneiro interpretando Zeca Pagodinho: deixa a morte me levar, morte leva eu. Leva o velho, leva o pobre, o asmático, o performático, o diabético, o esquelético e o apologético. Na cidade não faltará abrigo, não faltará lugar aos exilados da vida, aos índios estropiados, aos esfarrapados sem teto, aos assassinados nos becos. Há lugar para todos, o importante é estar de bem com a morte, morrer a morte sem se importar com os outros, já diziam os coachs da eugenia.

 

A cidade crescerá e se transformará num país, logo será decretada o fim da vida no solo e o subsolo do Brasil será rico e gigante. Ali a terra é plana. E o local jamais foi desabitado, há muito lá estão os zumbis alucinados pelos gases do pum do palhaço, pela cloroquina consumida em mamadeira de piroca, a bebida da seita do Endiabrado Daime e dos 300 de Esparta que eram de Brasília e não passavam de 30 gatos pingados de Sararmada Vinter. No discurso de inaguração o presidente se dirigiu especiamente para seus mortos-vivos, para que eles preguem a Nova Ordem: “A morte é bela”! Invadirás os hospitais e trarás mais gente pra cá, baterás nas enfermeiras cheias de ardis contra o progresso da Cidade, arrancarás as cruzes das praias, contaminarás o próximo ficando bem próximo dele, matarás várias vezes Marielle e as meninas e meninos negros. Matarás. Roubarás, denunciarás todos aqueles que estão impedindo o povo de morrer uma morte indigna.

 

E então, Vossa Excelência, com uma metralhadora em riste, terminou o discurso citando, emocionado, um dos Reis Magos, Belchior: “morrer é melhor que sonhar”.

 

 

 

Gil Rodrigues 

Jornalista e roteirista

Rio de Janeiro

Facebook

 

Arte

Daniel Ramirez

Instagram

Los Angeles

julho 2020