território livre  |  2021

SUSPEIÇÃO, A MANHÃ SEGUINTE

Ed 13 ilustração Ximenes Braga.jpg

Rosângela tomou um Stilnox assim que acabou a sessão e foi dormir o sono dos ressentidos. Mas antes, orientou Mirtes a não deixar o copo dele vazio de... Kero-Coco. Do jeito que vinha bebendo, era preciso mantê-lo hidratado antes que percebessem que seu problema não era nem dicção nem sotaque, mas língua enrolada.
 

Mirtes estava abrindo mais uma caixa de Kero-Coco quando entrou uma mensagem de Lourdes.
 

"Menina, sabe o que doutor Deltan me mandou fazer a essa hora da noite? Uma macarronada. Tá tão puto que os 40 dias de jejum não adiantaram de nada que tá falando até blasfêmia, disse pra dona Fernanda que vai passar a noite vendo pornografia na internet e não quer saber de mais nada".
Mirtes deixou pra responder mais tarde, foi levar o Kero-Coco pro doutor Sérgio, que estava falando ao celular, com um copo de uísque na mão, andando de um lado pro outro.

 

- Eu sei, eu sei, Edson. Você fez de tudo, sua manobra radical foi uma tentativa válida, mas...
Enquanto Mirtes apontava com ênfase o copo de Kero-Coco pro doutor Sérgio, o telefone fixo tocou. Ela atendeu.

- Doutor Sérgio? É seu Luís Roberto.
Sérgio Fernando ficou indeciso mas fez sinal que ia atender, apressou as despedidas, pediu escusas por encerrar a ligação, largou o celular no sofá e pegou o sem fio das mãos de Mirtes. Ela ainda tentou forçá-lo a beber um pouco de Kero-Coco no processo, mas ele não quis.

 

- Muitíssima gratidão, doutor Luís Roberto... O Deltan não tá lhe atendendo? Calma, ele não tá magoado com vossa excelência não, amanhã eu falo com ele... Claro, o principal motivo de minha vontade de ir para o Supremo era justamente ter a honraria de acompanhar os seus votos... A doutora Rosa me chateou um pouquinho, é verdade, ainda mais depois de escrever tanto voto pra ela, mas são coisas da vida... Não, não estou pensando em carreira política no momento, mas fico contente de saber que posso contar com o voto de vossa excelência... Na firma tá tudo bem, sim, não é verdade que fui rebaixado, essa história de que eu era só um consultor foi só pra botar no cu do TCU... Minhas escusas por esse palavreado chulo... No Dóóóuji ninguém tem falado comigo, mas eles sabem que eu faço o que posso...
 

O celular começou a tocar. Ele fez sinal para Mirtes, que encontrou o aparelho entre as almofadas do sofá. Sussurrou "vê quem é". Mirtes respondeu:
- Gilmar!

 

Sérgio Fernando deu um grito. Deixou o sem fio escorregar de suas mãos, tomou o resto do uísque de uma talagada e se escondeu sob a mesa de jantar.
- Diz que eu não tô, Mirtes, diz que eu não tô.

 

Mirtes obedeceu e desligou o celular. Sérgio Fernando começou a chorar de soluçar alto e entrou em posição fetal. Antes de se retirar, Mirtes se virou para ele.
- Doutor Sérgio?
- Me deixa, Mirtes.
- Desculpa, mas só depois vi que o nominho na tela do celular não era Gilmar.
- Não?
- Era Merval.
- Porra, Mirtes! Quer me matar do coração?
- É que eu tô sem óculos.

 

Mirtes queria dormir em casa e picou a mula mais cedo. Doutor Sérgio que lute.

João Ximenes Braga

Escritor

facebook

Rio de Janeiro

 

maio 2021