território livre  |  2021

DIVA

Diva - Juliana Notari (1).jpg

Diva é uma intervenção rural aberta na paisagem da Usina de Arte, na Zona da Mata Sul de Pernambuco. A obra é fruto de uma residência artística que a artista fez através de um convênio da Usina com o MAMAM - Museu de Arte Moderna Aloisio Magalhães, no Recife, Pernambuco.

 

Em meio a tantas rochas no meio do caminho desse período distópico, finalmente em 2020 terminou o ano com a obra Diva pronta!! Foi um processo longo, quase 11 meses de muita persistência, convivência e aprendizado. 

 

No final das contas Diva é uma grande escultura feita à mão. Como demonstrou Roberto o engenheiro arretado responsável pela obra (e que bota a mão na massa!), não era possível usar escavadeira, porque ela não permitiria esculpir com precisão os relevos que precisava. Por isso, foram mais de 40 mãos para fazer Diva nascer, mais de vinte homens trabalhando num esforço hercúleo embaixo do sol a pino, em meio a muita música e piada.  

 

Diva é uma landart, uma enorme escavação em formato de vulva/ferida medindo 33 metros de altura, por 16 metros de largura e 6 metros de profundidade, recoberta por concreto armado e resina. Nesse projeto a artista utilizou a arte para dialogar com questões que remetem a problematização de gênero a partir de uma perspectiva feminina aliada a uma cosmovisão que questiona a relação entre natureza e cultura na nossa sociedade ocidental falocêntrica e antropocêntrica. Atualmente essas questões têm se tornado cada vez mais urgentes. Afinal, será através da mudança de perspectiva da nossa relação entre humanos e entre humano e não-humano, que permitirá que vivamos mais tempo nesse planeta e numa sociedade menos desigual e catastrófica.

Diva - Juliana Notari (7).jpg
Diva - Juliana Notari (8).jpg
Diva - Juliana Notari (3).jpg
Diva - Juliana Notari (2).jpg
Diva - Juliana Notari (10).jpg

Juliana Notari

Artista visual

instagram

Pernambuco

maio 2021