território livre  |  2020

 

MEME DA QUARENTENA
 

 

 

Estão em quarentena. Até janella
manteem fechada. Tanta paranoia!
O filho adolescente os pés appoia
na mesa, chulezão que desmazella.

Mais fede, todavia, a bufa della,
a thia solteirona, que destroe a
concordia quando foi servida a boia
e todos se revezam na panella.

Em vez de sentir cheiro de comida
caseira, a turma attura na narina
aquella flatulenta fedentina
e logo o pae, estupido, revida.

Tambem peidou! Paresce insecticida
o toxico fedor que elle elimina!
Assim toda a familia de toxina
se dopa! Nem o virus se convida!

 

 

 

Glauco Mattoso

Poeta

São Paulo

 

 

foto: Saul Landell

México

 

 

maio 2020